Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de
Ensino de Presidente Prudente e Região

NOTÍCIAS DO DIA
Tudo o que você precisa saber sobre Educação e outras coisas mais

quinta-feira, 4 de abril de 2019

Ensino Superior: saúde e salário andam juntos – fiscalize!
Veja mais aqui: 
https://bit.ly/2uHsXqm

 

 


Governo abandona Guedes e reforma sozinhos 
Outline; 04/04
http://bit.ly/2K2J7F1

Em sua primeira visita ao Congresso, na semana passada, Paulo Guedes reclamou dos aliados do governo. Atacado até pelo PSL, o ministro parecia se sentir traído. “A gente anda dez metros e, de repente, vê que levou um balaço de gente que é nossa mesmo”, desabafou. O chefe da equipe econômica voltou a encontrar o mundo político nesta quarta (3) para discutir a reforma da Previdência. Na Câmara, o partido de Jair Bolsonaro não disparou, mas deixou Guedes sozinho por horas na linha de tiro. A proposta do governo perambula como um filho feio sem pai. Parlamentares de centro e da oposição fazem críticas pesadas, enquanto poucos governistas se arriscam a apoiar uma medida impopular.

 

Centrais lançam abaixo-assinado
em defesa da previdência pública e solidária

Repórter Sindical; 04/04
http://bit.ly/2WIe96F

CUT, Força Sindical, UGT, CTB, CSB, Nova Central, CGTB, Intersindical e CSP-Conlutas lançam nesta quinta (4) abaixo-assinado contra a reforma da Previdência. O evento acontece na Praça Ramos de Azevedo, Centro da capital paulista, a partir das 10 horas. O lançamento faz parte da agenda de ações no mês de abril, definida em reunião dos dirigentes na última sexta (29), que inclui ação junto aos parlamentares, dia 9, (terça) no aeroporto de Brasília. No documento, as Centrais destacam que a PEC 06/2019 “atinge todos os segmentos da classe trabalhadora, dificultando o acesso à aposentadoria e forçando as pessoas a trabalhar por mais tempo e receber menores benefícios”. Também alertam que a proposta de Bolsonaro leva à desconstitucionalização do sistema de Seguridade Social.

 

Centrais produzem web cartilha contra reforma da Previdência
Diap; 03/04
http://bit.ly/2I4jKBh

Com o propósito de contribuir para que cada vez mais a sociedade em geral e os trabalhadores em particular tomem conhecimento da conteúdo da proposta, as centrais sindicais produziram web cartilha, a fim de popularizar os principais temas da chamada reforma da Previdência, nos termos da PEC 6/19. Com o título “Com a reforma da Previdência do Bolsonaro você não vai se aposentar” e o subtítulo “A proposta do governo não combate as desigualdades nem os privilégios. Ataca os mais pobres!” A cartilha aborda a questão da idade mínima para aposentadoria, de 65 anos para homens e 62 para mulheres, com aumento do tempo mínimo de contribuição de 15 para 20 anos. E para recebimento do valor integral terá de trabalhar e contribuir por 40 anos.

 

Maia avalia que capitalização individual
na reforma da Previdência não será aprovada

Diap; 02/04
http://bit.ly/2WR9HCX

“Duvido que [o novo modelo] consiga assegurar seu sustento, porque a renda do brasileiro é baixa”, disse Maia. “Acho que a capitalização vai passar, mas em um sistema [híbrido] que garanta a obrigatoriedade da contribuição patronal, uma renda mínima”, continuou.

 

Mais uma maldade da “reforma da Previdência” 
Sinpro Campinas; 03/04
http://bit.ly/2Kfg55w

Hoje, o valor pago Benefício de Prestação Continuada é de um salário mínimo (R$ 998). Segundo o texto da reforma, o benefício passaria a R$ 400 a quem tem 60 anos, chegando ao valor do salário mínimo somente para quem tiver 70 anos. O Sindicato dos Professores de Campinas e região, com o intuito de informar a categoria sobre a “reforma”, está produzindo materiais sobre o que pretende a PEC 06/2019 e quais os impactos ela trará para a vida do trabalhador, especialmente dos professores e das professoras.

 


Assembleia Metodista – Sábado, dia 6 às 9h
Sinpro ABC; 03/04
http://bit.ly/2HY7t0W

Pagamento dos Salários de fevereiro já! Basta de Calote! Confira a cobertura do Sinpro ABC em: http://twixar.me/9kZK e, também, a da Federação dos Professores: http://bit.ly/2uLFVU0

 

 

MEC vai retomar programa de apoio 
para implementação de Base Curricular

Folha de S. Paulo; 04/04
http://bit.ly/2CWmPPj

O MEC (Ministério da Educação) vai retomar programa de apoio federal às redes de ensino para a implementação da Base Nacional Comum Curricular. A falta de definição do governo Jair Bolsonaro (PSL) sobre o tema preocupava secretários municipais e estaduais de Educação. O anúncio deve ocorrer nesta quinta-feira (4).

 

Vélez quer alterar livros didáticos para “resgatar visão” sobre golpe
Valor Econômico; 03/04
http://bit.ly/2K6Jb6R

Em entrevista ao Valor, nesta quarta-feira (3), o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, disse que “haverá mudanças progressivas” nos livros didáticos para que “as crianças possam ter a ideia verídica, real”, do que foi a sua história. Referia-se à maneira como o golpe militar de 1964 e a ditadura são retratados, hoje, nas escolas. Vélez discorda dessas duas premissas: para ele, não houve golpe em 31 de março daquele ano nem o regime que o sucedeu foi uma ditadura.


O professor brasileiro está sozinho em uma escola cheia
Valor Econômico; 04/04
http://encurtador.com.br/gjsMT

Para acabar com esse descompasso é preciso, entre outras soluções, resgatar o papel do professor como a ponte entre os alunos e o conhecimento. Isso acontece a partir da autorreflexão e autoconhecimento do docente, aliado ao conhecimento teórico adequado. Quando eles compreendem suas qualidades e fraquezas são capazes de olhar os problemas que afetam suas relações e buscar soluções. Surge, então, a importância de desenvolver integralmente o professor, para que conheça suas emoções, entenda como seu corpo reage, saiba como sua mente pensa e tenha claro o propósito que o conduz.


Colégios e universidades fazem parceria 
para aulas optativas no ensino médio

UOL; 01/04
http://bit.ly/2FLDMg3

Terceirização disfarçada? Colégios de elite fazem ‘parcerias’ para evitar contratação de professor. A ideia parece bacana e a imprensa elogia mas imagine só: hoje é ‘parceria’ com uma instituição para substituir professor, amanhã a escola pode arrumar uma cooperativa para fornecer professores, todos terceirizados, nenhum deles com vínculo profissional com a instituição. E sem direitos.

 

O reajuste dos Auxiliares
Fepesp; 03/04
http://bit.ly/2IbafiF

Veja aqui o Comunicado Conjunto Fepesp/Sieeesp 01/2019: http://fepesp.org.br/noticia/comunicado-conjunto-01-2019-fepesp-sieeesp-auxiliares-de-administracao-escolar-de-educacao-basica/

 

 

Artigo | MEC à deriva e o caos na educação
Contee; 03/04
http://bit.ly/2uI3ltt

Por Flávia Calé da Silva: O Brasil tem desafios imensos a serem enfrentados e o Ministério da Educação é um instrumento indispensável para qualquer governo que se pretenda sério. O país não pode ficar submetido à cortina de fumaça que camufla um projeto de poder que submete a democracia e a liberdade acadêmica, enquanto produz o desmonte dos mecanismos de financiamento da educação e da ciência brasileiras.

 

 

Artigo | Cem dias de inoperância
Valor Econômico; 04/04
http://encurtador.com.br/bsKOR

Por Maria Cristina Fernandes: O governo Jair Bolsonaro completa 100 dias em 10 de abril. Com o jogo em curso, já no dia 23 de janeiro, divulgou um conjunto de medidas denominado “Metas Nacionais Prioritárias – Agenda de 100 dias de Governo”. Neste documento, listou as 35 ações que a gestão reputa prioritárias. Antes de deixar Jerusalém, o presidente da República disse que cumprirá 90% das metas, ainda que, para isso, esteja envelhecendo precocemente.”

 


Moro vira meme com erro de português 
UOL; 03/04
http://bit.ly/2FZPAg8

Durante discurso que proferiu na Câmara dos Deputados, o ministro da Justiça, Sergio Moro, explicava sobre a interpretação que se deve fazer quando uma mulher reage à violência doméstica. Nesse instante, o ministro falou em “conje” quando se referia a “cônjuge”. Foram suas palavras: “A possibilidade, por exemplo, de uma mulher, uma ‘conje’, seja morta pelo seu ‘conje’ …”. E, se não bastasse, deu mais uma grave escorregadela. Disse “vim” no lugar de “vier”: “… [se] a mulher, reagindo eventualmente, cometer algum excesso e não ‘vim’ a ser condenada como uma homicida por conta…”

 

Guedes elogia Lula
Valor Econômico; 03/04
http://bit.ly/2HZzxBd

O ministro da Economia, Paulo Guedes, elogiou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva dizendo que “com pouco dinheiro, melhorou vida de muitos brasileiros”.