Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de
Ensino de Presidente Prudente e Região

NOTÍCIAS DO DIA
Prefeitura de SP adia decisão sobre volta às aulas, amanhã é o prazo da PLR na educação básica, dia do professor, 10 anos de Instagram, e mais.

quarta-feira, 14 de outubro de 2020

 

Docentes da rede privada de ensino ganha presente: a partir desta semana, o jornal Folha de S. Paulo oferece assinatura grátis da versão digital do jornal para professoras e professores nas escolas particulares.
Saiba como aqui:   https://bit.ly/3jWz0zm

 

 

 Prefeitura de SP adia decisão sobre autorizar a volta às aulas no dia 3 de novembro
Estadão; 14/10
https://bit.ly/34XWa20

Bruno Covas vai resolver o assunto apenas na semana que vem, quando sai o resultado do censo sorológico, com exames de covid-19 que estão sendo feitos em professores e alunos da rede municipal.

Segundo o Estadão apurou, a ideia da Prefeitura é dar prioridade para a volta às aulas dos que já tiverem anticorpos para o vírus na rede municipal. O resultado desses testes – chamado de censo sorológico – deve sair na semana que vem. “Ninguém aqui discute a importância da educação na vida dessas crianças, mas a saúde vem em primeiro lugar. Somente quando a vigilância sanitária disser que pode se dar essa retomada é que ela será aprovada”, disse Covas, em entrevista coletiva, ao comentar os dados do inquérito sorológico, que indica que quase 65% das crianças que apresentaram anticorpos são assintomáticas. Para o prefeito, este é o “cerne da preocupação da volta às aulas”.

 


Prefeitura admite que crianças estão mais protegidas sem a volta às aulas. Decisão sai dia 22
Rede Brasil Atual; 14/10
https://bit.ly/3iVIGJ6

Constatação é do inquérito sorológico dos estudantes, para a volta às aulas. Prefeitura mostrou preocupação síndrome inflamatória relacionada à covid-19.

A Prefeitura também apresentou dados que confirmam que crianças, mesmo assintomáticas, têm carga viral mais elevada do que adultos que apresentaram casos graves e precisaram ser internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI). E que o número de crianças assintomáticas é o dobro do número de adultos na mesma condição: 70% e 35%, respectivamente. Por outro lado, a prevalência da doença entre os professores é equivalente àquela dos trabalhadores em home office (7,8%), o que demonstra um grande potencial de contaminação entre os profissionais.



PLR dos professores de educação básica deve ser paga até amanhã, dia 15
Agência Sindical; 13/10
https://bit.ly/2SRhpg3

Professoras e professores da educação básica devem receber, até 15 de outubro, a Participação nos Lucros ou Resultados (PLR) ou Abono Especial de 2020. O valor é de 18% do salário bruto. A PLR de 2020 foi definida por negociação da Federação dos professores do Estado de SP (Fepesp) e Sindicatos filiados, inclusive o SinproSP.

O Abono Especial, também de 18%, é uma opção que substitui a participação nos resultados nas escolas que julgam ter restrições para distribuir resultados. Assim como a PLR, o abono não se incorpora aos salários e não tem contribuição previdenciária.

Reajuste – A escola que optar pelo não pagamento dos 18% terá que incorporar aos salários um reajuste adicional de 1,5%, retroativo a março de 2020. Assim, o reajuste do ano passado passa de 5,04% para 6,54%, alterando, inclusive, a base de cálculo do reajuste de março de 2021.

Ação sindical – O professor Luiz Barbagli, presidente do SinproSP, lembra que a participação nos lucros ou resultados é uma conquista sindical que faz parte da vida das professoras e professores de educação básica de São Paulo desde 1996.

 

 

Escolas particulares querem ensino remoto como exceção em 2021
Folha de S. Paulo; 13/10
https://bit.ly/3719God

Mesmo com a permissão de atividades remotas para a educação básica até o fim de 2021, escolas particulares de São Paulo avaliam que a continuidade das atividades letivas online só deve ocorrer pontualmente no próximo ano. No entanto, afirmam que o cenário ainda é incerto e depende do controle da pandemia.

Na semana passada, o CNE (Conselho Nacional de Educação) aprovou resolução que estendeu a permissão de atividades remotas para o ensino básico e superior, público e particular, até o fim do próximo ano. A definição da carga horária a distância, no entanto, terá que ser feita por cada rede de ensino ou instituição.

“A permissão nos traz tranquilidade para saber que podemos usar o formato online, que funcionou neste ano. Mas o nosso planejamento e expectativa é de que não seja necessário, queremos voltar ao presencial com o máximo de alunos possível”, diz Daniel Bresser, diretor do colégio Móbile, na zona sul de São Paulo.

 


ELEIÇÕES 2020 – Candidatos de SP propõem serviços de saúde mental e aulas extras para o pós-pandemia
Folha de S. Paulo; 10/10
https://bit.ly/3dtfqbe

Quando o assunto é coronavírus, os candidatos à prefeitura de São Paulo focam na recuperação em um cenário pós-pandemia nos planos de governo apresentados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Entre os nove programas analisados pela Folha, há sugestões para diminuir a defasagem pedagógica causada pelo fechamento das escolas na quarentena, ampliação de serviços de saúde mental e projetos para geração de empregos.

Fazem parte do levantamento os planos de governo de Bruno Covas (PSDB), Joice Hasselmann (PSL), Jilmar Tatto (PT), Guilherme Boulos (PSOL), Filipe Sabará (Novo), Arthur do Val (Patriota), Andrea Matarazzo (PSD), Márcio França (PSB) e Celso Russomanno (Republicanos).

 

Cinema brasileiro conta luta de professores para manter direitos
Contee; 14/10
https://bit.ly/2SSHRWH
CUT Brasil; 14/10
https://bit.ly/374uR8P

Em 2008, os professores sergipanos travaram uma luta jurídica com o governo do estado para evitar a perda de direitos já conquistados. Naquele ano, 30 mil professores de todas as partes do estado deixaram suas escolas e partiram em uma longa jornada na capital, Aracaju. Nesse contexto, a professora Ana Rosa viveu o desafio de ser mãe, mulher e dirigente sindical.

Essa é sinopse do filme “Abraço — A única saída é lutar”, com direção de DF Fiuza, que estreia na próxima quinta-feira, 15 de outubro — não por acaso, Dia dos Professores. O longa-metragem é um retrato da resistência popular e da luta do movimento sindical e estudantil contra a desvalorização da educação e dos professores.

“Abraço” venceu os prêmios de Melhor Filme (Júri Popular), Melhor Atriz e Melhor Trilha Sonora Original no Festival de Cinema de Pernambuco 2019. Clique aqui ou na imagem acima para assistir o trailer no YouTube.

 

Governo Covas admite que flexibilização aumentou contágio por covid-19 na periferia
Rede Brasil Atual; 13/10
https://bit.ly/373vlvZ

Contradizendo o discurso de controle da pandemia do novo coronavírus, o governo do prefeito Bruno Covas (PSDB), candidato à reeleição, admitiu hoje (13) que a flexibilização da quarentena e a reabertura do comércio levaram a um aumento contágio por covid-19 na periferia de São Paulo, sobretudo nas zonas sul e leste da cidade. As duas regiões têm um percentual de população que já contraiu a doença muito mais elevado que o conjunto da cidade. E praticamente o dobro da região centro-oeste, a mais rica. A situação se relaciona diretamente com a necessidade de a população da periferia voltar aos locais de trabalho e utilizar o transporte coletivo diariamente.

 

10 momentos dos 10 anos do Instagram
Nexo; 14/10
https://bit.ly/3nXdCMT

O Instagram completôu 10 anos de existência no dia 6 de outubro como uma das quatro maiores redes sociais atuais em número de usuários e de engajamento, ao lado do Facebook, do Twitter e do TikTok.

São cerca de 1 bilhão de usuários do aplicativo, que pertence ao Facebook, no mundo todo. O Instagram evoluiu como um espaço para conteúdos positivos e muitas vezes aspiracionais, tornando-se um terreno fértil para o desenvolvimento de uma cultura que gira em torno de influenciadores digitais e que movimentou US$ 8 bilhões em 2019, segundo o site Business Insider.

Como se tornou comum quando o assunto são plataformas de tecnologia, o impacto do Instagram divide opiniões.

Para alguns analistas da área, a rede de compartilhamento de fotos é a melhor plataforma social da atualidade, por ter um fluxo menor e mais leve de informações na comparação com as demais. Para outros, é um local que contribui para consolidar ainda mais os efeitos negativos das redes sociais na saúde mental de seus usuários.

Veja aqui 10 momentos-chave da história do Instagram.