Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de
Ensino de Presidente Prudente e Região

NOTÍCIAS DO DIA
assembleia com falta abonada no Sesi/Senai, reforma sindical, impeachment de Weintraub, alfabetos em vias de extinção – e mais.

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2020

 

Campanha Salarial 2020, Sesi/Senai

Em todo o Estado de São Paulo, sindicatos convocam professores e técnicos do Ensino do Sesi/Senai para assembleia em 28/02 – a falta para comparecer à assembleia será abonada, conforme direito inscrito no Acordo Coletivo de Trabalho. Leia mais aqui:  http://bit.ly/2OrKSLU

 

Maia cria comissão da Reforma Sindical; instalação pode ser na próxima semana
Diap; 06/02
http://bit.ly/2upOnLV

 

O presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM-RJ) criou, nesta quarta-feira (5), segundo o deputado Paulo Pereira da Silva (SD-S), a comissão especial que vai examinar e votar o mérito da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 196/19, do deputado Marcelo Ramos (PL-AM), que altera o artigo 8º da Constituição para tratar da Reforma Sindical.

Esse Ato da Mesa assinado pelo presidente da Câmara é o 1º passo. O 2º, agora, é a indicação, pelos líderes partidários, dos deputados que irão compor a comissão especial. Uma vez indicados, o 3º passo é a instalação da comissão que vai examinar o mérito da proposta.

Ainda segundo o deputado Paulo Pereira da Silva, a intensão é instalar o colegiado na próxima semana. A seu turno, a instalação ocorre com a eleição do presidente da Mesa Diretora dos trabalhos da comissão especial, que por sua vez indica o relator da proposição.

 

Trabalhadores da educação estadual de MG entram em greve a partir de terça-feira
O Tempo; 05/02
http://bit.ly/31xgKEf

Em assembleia, categoria aprovou paralisação dos trabalhos por tempo indeterminado para cobrar o pagamento do piso salarial, entre outros itens.


Sinpro amplia direito dos docentes do Sesi
Sinpro Guarulhos; 05/02
http://bit.ly/31Aj2SX

Processo para estender direito ao plano de saúde a maridos e companheiros de professoras teve ganho de causa em dezembro de 2019, após recurso do Sesi ao TST.

 

Deputados apresentam pedido de impeachment contra Weintraub no STF
Folha de S. Paulo; 05/02
http://bit.ly/2vNh9qb

Um grupo de deputados decidiu apresentar nesta quarta-feira (5) pedido de impeachment contra o ministro da Educação, Abraham Weintraub, no STF (Supremo Tribunal Federal).

De acordo com os deputados, o ministro deve perder o cargo por ter cometido atos incompatíveis com o decoro do cargo, “em razão da postura ofensiva e permeada de expressões de baixo calão em redes sociais e audiências realizadas na Câmara”.

 

Planalto é alertado de que ministro da Educação perdeu interlocução com o Congresso
G1; 05/02
https://glo.bo/2v5L0dl

Ministério da Educação enfrenta clima de cobrança no Congresso. Por Gerson Camarotti, em vídeo na GloboNews.

 

Inadimplência do Fies aumentou cerca de 23% após programa de renegociação
G1; 05/02
https://glo.bo/2Smhc42

O número de contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) considerados inadimplentes aumentou cerca de 23% após a realização do programa de renegociação do governo federal.

 

Em abril do ano passado, quando foram estabelecidos os prazos para estudantes devedores, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) afirmou que 567 mil contratos estavam com pelo menos 90 dias de atraso no pagamento das parcelas da dívida e se encaixavam nos critérios para aderir à renegociação.

Segundo informações encaminhadas à TV Globo pelo FNDE na semana passada, em dezembro de 2019 esse número havia subido para 700 mil.

 

MPF recomenda que Universidade Brasil analise pedidos de aditamento do Fies
Justiça em Foco; 05/02
http://bit.ly/3bfE6Tl

O Ministério Público Federal (MPF) recomendou à Universidade Brasil, em Fernandópolis (SP), que conclua a análise de todos os pedidos de aditamentos do Fies no prazo máximo de dez dias úteis. Os dirigentes da instituição de ensino, denunciados por venda de vagas no curso de medicina e contratação fraudulenta do financiamento público, vêm se recusando a realizar os aditamentos semestrais, sob o pretexto de que tal tarefa dependeria de manifestação prévia favorável do MPF em relação a cada aluno. Tal atitude, além de descumprir regras do Ministério da Educação, tem inviabilizado que alunos beneficiários do Fies continuem sua formação acadêmica em 2020.

 

Inscrições para o Fies vão até a próxima quarta, dia 12
EBC; 05/02
http://bit.ly/2OzwyB3

As inscrições podem ser feitas por meio do site do programa (aqui), a partir de um cadastro vinculado ao CPF.Há duas modalidades de financiamento no atual modelo do Fies, que possibilitam juro zero a quem mais precisa e uma escala que varia conforme a renda familiar do candidato.

A oferta de vagas a juro zero é destinada a estudantes com renda familiar per capita mensal de até três salários mínimos, que tenham realizado qualquer edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) desde 2010 e obtido pelo menos 450 pontos de nota média. O candidato não pode ter tirado zero na redação.


“Educação básica: o atraso e o futuro”, por Luís Roberto Barroso
Migalhas; 04/02
http://bit.ly/2SmHEKX

Ministro Luís Roberto Barroso se debruçou recentemente sobre a verdadeira agenda patriótica brasileira: a Educação Básica. Em texto publicado na revista acadêmica Direitos Fundamentais e Justiça, S. Exa. apresenta o sistema de Educação Básica, com as estatísticas respectivas, e expõe diagnósticos e soluções consensuais entre os estudiosos de modo a superar o atraso tupiniquim: “um esforço para trazer informações e mobilizar a comunidade jurídica para um fator decisivo ao desenvolvimento do Brasil”, explica Barroso.

Aqui, o ministro faz um síntese do texto, com link para o artigo completo.

 

O atlas que mostra os alfabetos ameaçados de extinção
Nexo; 06/02
http://bit.ly/3bdcwG9

Quando uma cultura deixa de usar seu sistema de escrita, parte de sua história e identidade – registrada em textos sagrados, poemas e documentos – corre o risco de se perder.

Há mais de 6.000 idiomas falados no mundo, muitos deles também em vias de serem extintos. Nem toda língua, porém, tem um sistema de escrita próprio: estes estariam na casa de uma centena e grande parte vem sendo suprimida pelos sistemas de escrita dominantes no mundo, como o alfabeto latino e o árabe.

Preservar esses alfabetos se torna ainda mais difícil em um contexto global conectado, intensamente dominado por telas que impõem, via de regra, a língua inglesa e o alfabeto latino. Entretanto, culturas minoritárias têm se organizado para manter vivos seus alfabetos, transmitindo-os às novas gerações e criando ferramentas digitais para torná-los acessíveis.

Atlas dos alfabetos ameaçados (clique aqui) é uma dessas iniciativas. Parte do Endangered Alphabets Project, criado pelo americano Tim Brookes, o site lista quase 90 sistemas que podem desaparecer em breve. Além disso, localiza esses sistemas de escrita geograficamente e traz informações sobre cada um deles.