Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de
Ensino de Presidente Prudente e Região

NOTÍCIAS DO DIA
O lucrativo mercado da educação, novas regras para a pós-graduação, Senado aprova ‘reforma’, e mais.

quarta-feira, 23 de outubro de 2019

Clube de Vantagens agora está no aplicativo!
Clique aquihttp://fepesp.org.br/noticia/6525/, para ver como funciona,
como baixar, instalar e apresentar aos seus colegas.

 

 


Mercado de educação volta a se consolidar
Folha de S. Paulo; 23/10
http://bit.ly/2PiRYn0

A compra da Adtalem pela Yduqs, nesta segunda-feira (21), mostra que o mercado de educação retomou de vez o processo de consolidação que perdeu fôlego após o fracasso da tentativa de compra da Estácio pela Kroton há três anos.

 

Avaliação de pós-graduação passará
a incluir impacto social e interação regional

Folha de S. Paulo; 23/10
http://bit.ly/2WgPirT

O novo sistema de avaliação de pós-graduação no Brasil vai ampliar a análise de indicadores e passará a focar fatores como impacto social, interação com o setor produtivo regional e a vocação de cada programa. A própria escala de notas atribuída aos cursos deve ser alterada. O governo Jair Bolsonaro (PSL) planeja ter o novo modelo até o fim de 2020, para que a implementação ocorra no próximo ciclo de avaliação, que começa em 2021 —o ciclo é realizado a cada quatro anos, com acompanhamentos periódicos.

 

 


MEC faz conferência sobre alfabetização,
mas não detalha verba para política

Folha de S. Paulo; 22/10
http://bit.ly/2MCkgHs

Mais de seis meses após a publicação de um decreto que instituiu uma nova política de alfabetização, o governo Jair Bolsonaro (PSL) iniciou nesta terça-feira (22) uma conferência com palestras e debates sobre o tema. Não há até agora, no entanto, definição sobre como será a implementação nas redes de ensino e qual será o orçamento.


Pais e estudantes de escolas particulares
fazem ato por liberdade na educação em BH

G1; 22/10
https://glo.bo/33WgmiI

Belo Horizonte teve uma manifestação de pais, educadores e estudantes de duas tradicionais escolas particulares na tarde desta terça-feira (22) em defesa da liberdade na educação e contra a censura nas salas de aula. O Ato se concentrou no Colégio Santo Agostinho, no bairro de mesmo nome, e seguiu até o Colégio Loyola, na Cidade Jardim, ambos na região Centro Sul da capital mineira. A manifestação foi marcada após o Colégio Loyola anular uma prova que continha um texto do escritor Gregório Duvivier. Um grupo de pais e alunos pediu o cancelamento alegando que a prova apresentava conteúdo político de apenas uma linha ideológica.

 

Artigo: Duvivier | Quem alimenta os jacarés quer ser comido por último
Folha de S. Paulo; 16/10
http://bit.ly/2qDouWW

Na semana passada uma crônica minha publicada aqui nesta Folha foi parar numa prova do tradicional colégio Loyola, de BH. Não foi a primeira vez que professores escolheram uma crônica deste iletrado. Já fui parar no Enem de 2017, na Uerj, em 2015 —e nas escolas construtivistas toda semana. Do meu lado, fico feliz de ver um texto meu figurando numa prova que eu não passaria. Alguns pais, ao que parece, reclamaram. Até aí tudo bem: a democracia é uma delícia, diria Ciro. Toda escola que se preze tem pais reclamando na porta. Esquisito mesmo foi o diretor cancelar a prova por causa disso. Pelo que entendi, é um novo conceito de “colégio à la carte”, onde os pais escolhem o que o filho vai ouvir lá dentro.

 


Diversidade de gênero e orientação sexual é assunto de escola
Fepesp; 22/10
http://bit.ly/2MHcZWM

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes suspendeu de maneira cautelar uma lei do Município de Ipatinga (MG) que tentava excluir do ensino público municipal quaisquer referências a diversidade de gênero e orientação sexual como temática escolar. A decisão foi publicada nesta segunda-feira, 21/10. Para o ministro, a ausência de debate sobre sexo e gênero não equivaleria a tratar as questões de forma “neutra”, mas serve ao propósito de reforçar preconceitos existentes na sociedade. A associação entre a nominada erroneamente “ideologia de gênero” e o campo político da esquerda trata-se de uma tentativa conservadora de alardear a esfera pública com sensacionalismos.

 

 



Senado aprova 2º turno da Previdência; faltam 2 destaques
Diap; 22/10
http://bit.ly/35YOP1E

O plenário Senado Federal aprovou, nesta terça-feira (22), por 60 a 19 o texto-base, em 2º e último turno, da reforma da Previdência (PEC 6/19). Em seguida, votou e rejeitou 2 destaques, dos 4 apresentados ao texto. Falta votar outros 2; 1, do Cidadania, foi retirado. Depois de aprecia-los, a proposta vai à promulgação pelo Congresso Nacional.

 

Reforma da Previdência: entenda ponto a ponto
a proposta aprovada em 2º turno no Senado

G1; 22/10
https://glo.bo/2MDAa4o

A proposta cria uma idade mínima de aposentadoria. Ao final do tempo de transição, deixa de haver a possibilidade de aposentadoria por tempo de contribuição. A idade mínima de aposentadoria será de 62 anos para mulheres e de 65 para homens tanto para a iniciativa privada quanto para servidores.

 

Artigo | Fatos & Sindicatos
Outras Palavras; 22/10
http://bit.ly/2N55xDV

Por Artur Araújo: Para apagar suas conquistas, velha mídia e patrões acusam-nos de burocráticos e pelegos. Agora, com Emenda Constitucional que pulveriza representação sindical, querem trabalhadores desarmados para reivindicarem seus direitos.

 

 


ABC: assembleia com professores do Colégio Metodista
SinproABC; 22/10
http://bit.ly/2W4FfGb

O Sindicato dos Professores do ABC convoca os professores do Colégio Metodista para uma assembleia no dia 24/10, quinta-feira, às 19h, no auditório da Câmara dos Vereadores de São Bernardo, Praça Samuel Sabatini, 50 – Centro – São Bernardo.

 

 



Piñera pede perdão e anuncia reformas
para atender demandas de manifestantes

Outline; 22/10
http://bit.ly/2MCkzlA

O presidente do Chile , Sebastián Piñera , anunciou nesta terça-feira, 22, uma agenda social para promover reformas do sistema de previdência, saúde, salário mínimo e tarifas de energia, uma medida que visa atender às demandas de manifestantes nos protestos registrados no país nos últimos dias. Também solicitou perdida pela situação econômica e política do país dos últimos anos, concentrando-se na volta da normalidade após o estado de emergência decretado e os toques de coleta em quase todas as regiões do território chileno. Ele pediu desculpas por sua falta de visão para antecipar uma crise social que atinge seu governo e já deixou 15 mortos.


Bolsonaro prepara Exército para protestos à la Chile
Valor Econômico; 23/10
https://glo.bo/2oanxV3

O presidente Jair Bolsonaro afirmou ter conversado com o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, para as Forças Armadas estarem preparadas para o caso de manifestações nas ruas como as que ocorrem atualmente no Chile.