Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de
Ensino de Presidente Prudente e Região

NOTÍCIAS DO DIA
Audiência pública sobre as demissões em massa no ensino superior, Brasil investe pouco em pré-escola, sessão temática debaterá ‘reforma’, e mais.

terça-feira, 10 de setembro de 2019

A TV Fepesp discute como o Ensino a Distância tornou-se um grande negócio, como afeta as condições de trabalho de professores e a qualidade de ensino. Veja aqui: https://youtu.be/sjEYCkd-GrI.

 


Câmara dos Deputados debaterá demissões no ensino superior
SinproSP; 10/09
http://bit.ly/2kEw3K6

A Comissão de Trabalho da Câmara dos Deputados realizará na próxima quinta-feira, 12, audiência pública para discutir as demissões massivas no ensino superior privado em São Paulo. A audiência foi requerida pelo deputado federal Orlando Silva (PCdoB) e é parte de uma série de iniciativas tomadas pelo SinproSP e pela Fepesp, depois de demissões massivas ocorridas em grandes instituições de ensino superior. Em junho, a rede Laureate demitiu cerca de 300 professores, dando continuidade a um programa de cortes iniciados em 2017. A Uninove também demitiu outros 300 docentes.

 

Acesso a mestrado no Brasil é 16 vezes menor do que em países ricos
Folha de S. Paulo; 10/09
http://bit.ly/2m1RZiG

O volume de brasileiros com pós-graduação no Brasil é bastante inferior ao registrado em países ricos, de acordo com relatório da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico). O diagnóstico é divulgado no momento em que o país debate decisões do governo Jair Bolsonaro (PSL) sobre a área. A gestão do presidente já cortou neste ano 12% das bolsas de pesquisa e reduziu pela metade o orçamento de 2020 da Capes, agência de fomento ligada ao Ministério da Educação.

 

Educação que incluiu milhões de brasileiros
sai do radar do governo Bolsonaro

Mundo Sindical; 09/09
http://bit.ly/2m9TnA0

O Brasil iniciou, a partir da década passada, um ciclo inédito de investimento em educação e de expansão de vagas no ensino superior. Seja pela inauguração e ampliação das escolas federais – as universidades e institutos tecnológicos –, seja pelo acesso dos jovens de baixa renda a faculdades particulares, por meio de programas como ProUni, Fies e Refis, além da política de cotas. Mas o atual governo, através de cortes e discursos persecutórios, tenta desmontar as universidades brasileiras.




Matrículas em creche e pré-escola sobem,
mas Brasil gasta pouco por aluno

Estadão; 10/09
http://bit.ly/2lJ1IdP

Estudo internacional divulgado nesta terça-feira, 10, mostra que o número de crianças na educação infantil (alunos até os 5 anos, o que inclui creche e pré-escola) aumentou, mas que o investimento público por aluno ainda é baixo. Os dados são do relatório Education at a Glance 2019,  feito pela Organização para Cooperação do Desenvolvimento Econômico (OCDE), entidade que reúne os países mais ricos do mundo e alguns convidados, entre eles, o Brasil.

 


Sessão temática vai debater reforma da Previdência;
textos podem ir à votos nesta semana

Diap; 09/09
http://bit.ly/2kpE6KZ

O Senado agendou para esta terça-feira (10), a partir das 14h, debate com especialistas, em plenário, sobre a reforma da Previdência (PEC 6/19). Serão 3 convidados com posições críticas ao texto, e outros 3 favoráveis à reforma da Previdência, de acordo com o que foi apresentado pelo governo e vem sendo aprovado na Câmara e no Senado.

 

Artigo |  Desvalorização dos docentes
é causa de depressão e suicídio na categoria

CTB; 09/09
http://bit.ly/2keFJuU

Por Ísis Tavares: Profissão de professor/a,  profissão de alta relevância social e que já teve um elevado status na sociedade, hoje vive um processo de desqualificação, criminalização e pauperização e que são constantemente apresentados para a sociedade como culpados/as pelos problemas do ensino-aprendizagem e nas escolas, oriundos da falta de políticas consequentes e mais investimentos em educação. Jogam a população contra a escola pública e seus/suas profissionais.


Campinas: ‘Sarau do Professor’
Sinpro Campinas; 10/09
http://bit.ly/2lJK5dJ

 

 


Pauta de costumes de Bolsonaro perde espaço e empaca no Congresso
Folha de S. Paulo; 10/09
http://bit.ly/2m8Owiv

A expectativa criada após a vitória de Jair Bolsonaro (PSL) de que a chamada “pauta de costumes” chegaria com força no Congresso não se confirmou até agora e não deve sair do papel tão cedo. A análise dos dez temas que estão no topo da lista de bandeiras ideológicas do presidente da República mostra, inclusive, o contrário: projetos como o da chamada Escola sem Partido e os que endurecem as proibições ao aborto, que fervilharam na legislatura passada, estão adormecidos nestes oito meses de novo governo federal.

 


Glenn em ato pela democracia:
‘Não vamos deixar este país regredir a uma ditadura de novo’

Rede Brasil Atual; 10/09
http://bit.ly/2kpEtVT

“Não tem importância o que esse governo faz contra a gente e que eles ameacem, nós vamos continuar publicando o material até o final. A primeira coisa que fizemos ao receber o arquivo foi colocá-lo em muitos lugares do mundo, para eles saberem que podem matar um jornalista, prender outro, mas esse material vai ser revelado”, disse o jornalista Glenn Greenwald, ao encerrar sua fala no “Ato em Defesa da Liberdade de Imprensa, do Jornalismo e da Democracia”, na Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), no centro da capital. “Nunca vamos deixar este país regredir para uma ditadura de novo”, acrescentou.