Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de
Ensino de Presidente Prudente e Região

DISSÍDIO SERÁ JULGADO DIA 19
Educação Básica

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) marcou para as 15 horas do dia 19 de fevereiro o julgamento do Dissídio Coletivo das professoras e dos professores da educação básica.

A notícia, divulgada pelo TRT no dia 06, é extremamente importante porque define o ano de 2019 – reajuste e direitos coletivos da categoria – e norteia as negociações para 2020, já que estamos à porta da data base, 1º de março.

O Dissídio será julgado por dez desembargadores que integram a Sessão Especializada em Dissídio Coletivo. Um deles foi designado relator do processo e preparou um parecer que pode ou não orientar os votos de cada desembargador.

O SinproSP recorreu à Justiça em maio de 2019, autorizado por duas assembleias, depois de esgotadas todas as possibilidades de negociação com o sindicato patronal, o Sieeesp.

O julgamento é público e vai acontecer no Tribunal Regional do Trabalho, na Rua da Consolação, 1.272.